16 junho 2009

Roubaram meu celular

Hoje o post vai ser à parte.

Ontem, estava indo para o estágio, como venho fazendo há algumas semanas (por isso ando feliz da vida), só que como estava no centro da cidade tive que pegar um ônibus diferente, um ônibus que só peguei uma outra vez (em toda minha vida). Ele nem tava tão lotado, mas começou a encher à medida que foi chegando perto do local para onde eu estava indo. Até aí tudo bem, já estou um tanto acostumada com isso, mas aí chegou a hora de eu descer, fui mais pra frente, até que um homem perguntou se eu queria passar na frente dele, daí eu disse que queria, sorri, mas quando eu ia, ele ia junto* o.O aí tava confusão porque tinha muita gente, demorei um pouco para descer, e quando desci vi que a minha bolsa tava aberta, vejam só, e ela é de zíper (não que seja díficil de abrir, mas seria muito mais fácil se fosse só com botão de pressão ou coisa do tipo não é?), mas o que importa é que meu celular não estava mais lá, e eu fiquei desesperada, pois isso nunca tinha me acontecido (talvez vocês estejam achando bobagem, mas como foi a primeira vez, foi muito chato e ruim pra mim), ainda olhei para trás para ver se achava o cara, tentei ver dentro do ônibus, mas nada, e eu só acreditei na bondade dele, que me pareceu estranha* logo depois.

E eu repito, nunca pego esse ônibus, e outra, eu ainda tou pagando o celular! ;\

Fico indignada com essas coisas, quer dizer, eu sei que isso vive acontecendo, em todo canto e de todas as formas possíveis, mas sabe, a única coisa que me vem à cabeça é: que direito essas pessoas tem de fazer isso? Com todo mundo. Pois esse todo mundo trabalha, ganha muito ou pouco dinheiro para comprar o que precisam e o que desejam. Se for pensar, não é justo. Mas aí bate com a situação que eu passei, que não foi justa. É só que eu ainda acreditava na bondade das pessoas, no meio de tanta coisa ruim acontecendo, eu ainda acreditava... agora não sei mais. Só sei que eu fiquei com muita raiva e com vontade de chorar, e queria xingar (espancar) o cara, mas aí o pessoal do estágio me acalmou, todo mundo contou histórias de roubos (an?)...

É complicado, mas só queria deixar a minha opinião.

3 comentários:

Lidiane Vasconcelos disse...

Oi, Raissa!
Que chato! Que porcaria! :(
Isso já aconteceu comigo lá em Recife, bonita. Fui furtada duas vezes. Na primeira um “trombadinha” chegou na maior e puxou uma corrente que eu tinha no pescoço. E como essa foi a primeira, eu fiquei super mal também. Fiquei assustada e tremia que só “vara verde”. Na segunda, abriram minha bolsa na subida do ônibus e tiraram minha carteira. Como já estava “calejada”, não sofri tanto. Tomei as providências cabíveis (registrar BO porque meus documentos foram junto e bloquear cartões de crédito).

Lamento pelo que aconteceu. O chato é que você estava pagando, né? Humpf! :(
Espero que fique bem.

Beijos, bonita!

Sil disse...

Que coisa mais chata! Já aconteceu de eu ser assaltada e roubarem um celular que eu estava pagando ainda. Dá uma raiva...
Flor, quanto ao demaquilante Vult, tenho certeza que pro seu caso vai funcionar. Ele deixa a pele bem sequinha, nem parece que passou make ou demaquilante. Esse é o oil free, tá. Bjs

Grazy disse...

Sinto muito pelo que aconteceu! Infelizmente isso hoje em dia é super comum! Boa sorte! Bjus!