15 maio 2009

Profissão - Designer de Interiores

Da minha profissão é claro que eu tenho que falar né? E como é uma área nova, que traz muitas dúvidas, principalmente por ser parecida - e muitas vezes confundida - com arquitetura, acredito que seja um bom tema para esta semana, até mesmo porque tem muitos blogs que eu acompanho ou que linkei aqui do lado que falam dessa área. Então espero que vocês gostem =) vamos lá:

DESIGNER DE INTERIORES

"Profissional que projeta ambientes, temperando com luz e cor" (essa frase é minha tá? ;P porque a outra que definiu eu achei bem pobre e ultrapassada)

O que é ser um designer de interiores?
O designer de interiores é o profissional que busca transformar um ambiente tornando-o funcional e agradável. Ele cuida da harmonia interna dos ambientes, combinando móveis com objetos de decoração, escolhendo luminárias, cores e materiais. O grande desafio deste profissional é decorar um ambiente respeitando os desejos, o perfil e a disponibilidade financeira do cliente.

Quais as características necessárias para ser um designer de interiores?
Para ser um bom designer de interiores é preciso ter conhecimentos sobre história da arte, psicologia ambiental e capacidade de discernimento para entender os estilos compatíveis com as personalidades das pessoas.

Outras características desejáveis são:
Sensibilidade
Detalhismo
Criatividade
Ser observador
Ter conhecimento sobre cores, texturas, materiais etc.
Senso estético

Qual a formação necessária para ser um designer de interiores?
Esta é uma profissão que só poderá ser exercida por profissionais com diploma de nível superior em Design de Interiores, com duração de quatro anos*, em média. Os dois primeiros anos são tomados por matérias como estética, história da arte e história do mobiliário. A partir do terceiro ano, fazem parte do curso aulas de projetos em composição de interiores e exteriores (decoração e jardinagem), de perspectiva, desenho artístico e desenho arquitetônico técnico. Cursos de atualização ou especializações também são extremamente importantes para destacar e aprimorar as técnicas do profissional.

*Hoje em dia existem os cursos chamados tecnológicos, que são cursos de menor duração, voltados para o mercado de trabalho, para que o aluno aprenda o essencial para ser um bom profissional, porque geralmente os cursos de 4 anos começam com assuntos gerais e depois focam na área que dá nome ao curso. Por ter menos tempo não quer dizer que é menos interessante ou menos completo, é apenas uma nova modalidade que está surgindo de acordo com a necessidade do mercado de trabalho.

Principais atividades
Designers são profissionais que harmonizam estilos de móveis, orientam a compra de obras de arte e projetam residências e empresas.

As atividades são:
Desenvolver projetos, levando em conta ergonomia, acústica e iluminação
Estudar em detalhes a área a ser criada ou reformulada
Coordenar equipes de profissionais, como marceneiros, pintores e eletricistas
Supervisionar o trabalho da equipe e cronograma da obra
Montar orçamento
Desenhar mobiliários que irão compor o espaço
Escolher os adornos e revestimentos de pisos, paredes e tetos

Áreas de atuação e especialidades
O designer pode atuar em:
  • Assessoria e consultoria: presta serviços a empresas ou particulares. Gerencia e coordena reformas, projetos de ambientes, disposição de móveis, iluminação.
  • Projeto: desenvolve ambientes, define o aproveitamento do espaço. Cria móveis, utensílios, combina cores e texturas.
Mercado de trabalho
Através da valorização da aparência das casas e o barateamento dos projetos de decoração, fizeram com que o trabalho do designer de interiores expandisse entre a classe média. Com isso, cresceram as oportunidades de trabalho. Na maioria das vezes esse designer trabalha como autônomo, mas pode atuar, também, como funcionário de empresas especializadas em ou com consultoria em lojas de móveis.

Curiosidades
A história da decoração teve início na antiguidade. Os egípcios foram a primeira civilização a pintar seus interiores, há mais de três mil anos. Logo depois, vieram os chineses criando a arte de laquear. Um pouco mais próximo à nossa realidade, durante o século XV em Veneza, época em que a população pobre se desgarrava dos senhores feudais para construírem suas casas nas cidades, com pouco dinheiro e muita imaginação. Assim surgiram técnicas de pintura como o Estoque Veneziano, atualmente muito utilizado nos projetos de decoradores.

E mais:
Por que contratar um designer de interiores?

Fonte: Brasil Profissões

5 comentários:

anne make up disse...

oi raíssa, teu blog é mto fofo! e tua profissão é 10 :)
bjos

Lidiane disse...

Raissa, do céu! Que post massa e informativo!!! Enquanto lia teu post, passou uma ideia mirabolante na minha cabeça. Vou falar dela contigo por e-mail, tá?

Oh, Raissa! Se você puder fazer isso algum dia com uma companhia bem agradável, vai ver que é muito bom. Quando solteira, eu não costumava fazer isso também. Meu então namorado/noivo (hoje esposo) morava longe de mim e no fim de semana ele ia lá para casa somente no fim do dia. Só quando nos casamos é que inserimos esse hábito, e tem sido ótimo. Espere que você experimente um dia, e me diga se gostou da experiência. ;)

Beijos!
Bom fim de semana!

a responsável pela casa disse...

Oi Raissa, adorei as informações...afff...sou formada em alimentos, mas essa de decoração amo de paixão...Parabéns linda.
Bjus e bom findi

Sil disse...

Amo decoração. Vivo mudando algumas coisas em casa. Bjs

Culture* disse...

Olá Raissa, parabéns pelo "post", Exelente definição da nossa profissão e soube usar muito bem as colocações.